Pages Menu
Categories Menu

Postado por em set 17, 2017 em Blog | 0 Comentários

Doenças causadas por mosquitos: Saiba como identificá-las!

Questão de Saúde Pública: Conheça as doenças causadas por mosquitos

Doenças causadas por mosquitos

Os insetos são vetores de diversas doenças que atingem os seres humanos e por serem hematófagos (nome do grupo de animais ou parasitas que se alimentam de sangue), as fêmeas em período de ovulação procuram se alimentar com a finalidade de auxiliar na reprodução. É importante conhecer as doenças causadas por mosquitos para saber como proceder.

Uma vez contaminado, o mosquito fica com vírus, bactérias e protozoários localizados em suas glândulas salivares, e assim acabam infectando diretamente na corrente sanguínea a pessoa que for picada.

Em caso de aparecimento de algum sintoma típico dessas doenças, como febre ou dor de cabeça, é necessário que se tenha atenção à outros possíveis sintomas para que juntamente a um médico vocês possam identificar o que foi contraído. As doenças causadas por mosquitos são perigosas e devem ter tratamento rápido!

5 doenças causadas por mosquitos e seus respectivos sintomas:

mosquito

1. Dengue

Causada por um vírus e transmitida em maior parte pelo Aedes aegypti e algumas outras espécies, no Brasil está sempre próximo ao domicílio humano, e raramente em ambientes silvestres.

Para se reproduzir procura por recipientes abandonados a céu aberto que se encham de água parada de chuvas, podendo ser caixas d’água, pneus, latas, vasos de plantas, piscinas e aquários abandonados, entre outros. Quando colocados sob as paredes de recipientes os ovos da fêmea podem resistir sem água por muitos meses.

Sintomas: Febre alta, dor de cabeça, atrás dos olhos, nas articulações e músculos, náuseas e vômitos, fadiga, possível sangramento do nariz ou gengivas.

2. Malária

Transmitida pelas picadas do mosquito fêmea anopheles, a malária é uma doença que precisa de um tratamento rápido e eficiente para evitar que se desenvolva de forma rápida e acabe fazendo mal à diferentes órgãos do corpo.

O seu diagnóstico demora a ser feito já que a picada do mosquito possui um efeito mais lento no corpo humano, tendo a possibilidade da pessoa afetada só notar seus primeiros sintomas após 17 dias.

Sintomas: Calafrios, febre alta, transpiração, diarréia, dores de cabeça e musculares, taquicardia, aumento do baço e, por vezes, delírios.

3. Leishmaniose

É uma doença não contagiosa, ocasionada por parasitas que invadem e se reproduzem dentro das células do sistema imunológico da pessoa que será infectada. A leishmaniose apresenta diversas formas de manifestação, variando de acordo com a espécie de parasita que infecta o organismo.

Sua transmissão se dá através de mosquitos que dependendo da localidade, recebem nomes diversos, tais como: mosquito palha, tatuquira, asa branca, asa dura, entre outros. Por serem extremamente pequenos, estes são capazes de atravessar mosquiteiros e telas.

Cada um desses tipos pode atingir somente algumas partes do corpo do indivíduo, como por exemplo:

• Tegumentar ou cutânea
Atingindo somente a pele da pessoa infectada.

• Tegumentar americana ou cutâneo-mucosa
Neste caso tanto a pele quanto as mucosas do indivíduo são atingidas.

• Visceral ou calazar
Essa forma arrisca é a que apresenta maior risco para o infectado, já que seus órgãos internos são atingidos.

Sintomas: No caso da tegumentar, começa com feridas na pele geralmente localizadas em partes descobertas, podendo se desenvolver para feridas nas mucosas do nariz, boca e garganta. Já no caso da visceral, ocorre febre irregular, indisposição, anemia, palidez da pele, perda de peso, inchaço abdominal devido ao aumento do fígado e do baço.

4. Filariose

Popularmente conhecida como elefantíase, a filariose é causada por um verme que é transmitido por uma espécie conhecida como pernilongo comum, sendo o principal vetor da filariose causada em humanos.

O Culex, principal transmissor desta doença, possui hábito noturno e é um inseto que adaptou-se com facilidade aos costumes humanos, podendo, assim como o Aedes, procriar-se com facilidade em águas poluídas.

Sintomas: Na fase inicial podem aparecer inflamações nos vasos linfáticos, além de traços gerais, como febre, dor de cabeça, mal estar, entre outros. E se não eliminada com rapidez pode vir a apresentar num período que pode levar meses ou anos, inchaço de membros, e/ou mamas no caso das mulheres, e retenção de líquido nos testículos no caso dos homens.

5. Chikungunya e Zika

Também adquiridas através do Aedes aegypti, essas duas doenças vieram a ocasionar surtos no Brasil a partir de 2015, atingindo aproximadamente 20.661 pessoas.

A maior parte dos infectados desenvolvem algum sinal entre 3 a 7 dias, podendo levar até 12 dias após a picada. Seus sintomas e complicações são diferentes, e atingem a pessoa de maneira diferente.

No caso da chikungunya ocorrem manifestações de febre alta, dor muscular e nas articulações, dor de cabeça e erupções na pele, podendo ainda haver uma permanência, dessas dores e inchaço que às vezes impede as pessoas de retornarem às suas atividades.

Já na zika o principal dos sintomas é o aparecimento de erupções na pele, com coceira, porém, ocorre também febre baixa, olhos vermelhos sem secreção e coceira, dor nas articulações, dor nos músculos e dor de cabeça, podendo ainda haver manifestações neurológicas como paralisia facial e fraqueza nas pernas.

Agora que você já sabe algumas das várias doenças que o mosquito pode transmitir, é bom manter atenção e se prevenir com repelentes, telas de proteção, manter-se atento à possíveis focos de reprodução, entre outros. As doenças causadas por mosquitos são sérias e se você notar uma infestação, conte com a Tecnovet para realizar o serviço de controle de mosquitos!

SOLICITE UM ORÇAMENTO, aqui!

Social Share Toolbar